html

TEXTO

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, novembro 05, 2007

Experimentem!

Experimentem passear pela cidade de Torres Novas com um carrinho de bebé! Experimentem andar pela cidade com uma cadeira de rodas! Experimentem! É impossível! Acessos quase não existem. Passeios muito altos, rampas demasiado inclinadas, esplanadas e carros a bloquearem os poucos acessos.
Fui mãe recentemente e como todas as mães que estão em licença de maternidade, tenho tentado dar ao meu filho alguma qualidade de vida e aproveitar os últimos dias de sol, passeando com ele pela cidade. Têm sido dias verdadeiramente desafiantes. Tudo tem dificultado estes passeios, levando-me a sair da cidade que escolhi morar para passear com o meu filho ao ar livre noutras localidades.
Dir-me-ão que posso sempre ir de carro até ao shopping – dito um dos muitos locais de atracção da cidade -, mas infelizmente não sou grande adepta de espaços fechados e preferia usufruir, por exemplo, do Jardim das Rosas. Mas experimentem! Entrar de carro para o Jardim das Rosas pelo “belíssimo” acesso às piscinas, passear com o carrinho de bebé no “regular” piso do jardim. Atravessar a passadeira para peões sem rampa com o carrinho, enfim, estou praticamente a desistir.
Tenho pensado também em usufruir do espaço envolvente ao local onde escolhi residir, mas curiosamente – e vá-se lá saber porquê, não existem passeios, só terra, brita armazenada há mais de 1 ano, ervas e mais nada. Será porque decidi morar numa zona que considerei, na altura, mais recatada, e por isso menos cuidada. Mas afinal, os passeios não são para todos, ou nesta cidade cuida-se apenas do que está mais visível. Experimentem passear na zona que rodeia o Centro de Saúde de Torres Novas. Não se iludam com o belo relvado em frente ao Centro de Saúde e reparem como uma zona com prédios recentes está tão esquecida e degradada.
Experimentem trocar as belas rotundas por pisos e acessos decentes! Experimentem trocar as belas palmeiras pela construção e manutenção de espaços verdes em locais habitacionais, a cargo do poder local! Experimentem meus senhores pensar nisto!
Experimentem pensar em todos os contribuintes! Experimentem cuidar real e totalmente da cidade! Experimentem!

sexta-feira, agosto 31, 2007

Peripécia em Heathrow

Londres, 22 de Abril de 2007

Para destoar um pouco e também para dar um ar de globalidade aqui ao blog, nada como contar uma peripécia no estrangeiro.Muito pouco simpáticos a maioria dos Ingleses, excepção honrosa para um funcionário da cadeia "YO SUSHI" que foi super impecável connosco, um bacano mesmo.
Aeroporto de Heathrow, sala de embarque. Depois de uma correria frenética para não falhar o voo (desculpa Ana e Tomás, bem sei que a barriga já pesa), eis-nos na sala de espera aguardando para entrar no avião que nos traria de volta a Portugal.Começamos a ouvir na instalação sonora um aviso para que "Ana Sofia Alves" se identificasse. Depois de várias repetições do mesmo aviso e de já nos questionármos sobre se seria algo com a minha Ana Alves, conferimos o bilhete dela para ver se por lapso não estaria como Ana Sofia Alves no lugar de Ana Lúcia Alves. Estava tudo certo, mas eis que entra um agente pela sala dentro com um papel e repetindo o aviso com ar ameaçador enquanto percorria a sala aos berros: "Mrs Ana Alves, you must identify yourself!". Esperámos um pouco, mas antes que o Tomás resolvesse nascer ali mesmo, disse ao homem que ela era Ana Lúcia Alves e não Ana Sofia Alves. Pediu o BI, verificou, "terrible sorry" e voltou para dentro!Foi um grande stress e ficámos sem saber o que se terá passado... procuravam uma Ana Alves e foram ali porque estava uma? Não sei... sei é que a Ana ficou (ficámos) nervosa e acabou por ganhar a solidariedade dos restantes tugas que aguardavam voo.Enfim,

Número total de visualizações de página